Tempo de leitura: 3 minutos

Muitas casas apresentam uma decoração bem elaborada, com objetos e móveis cuidadosamente selecionados. No entanto, temos a sensação de que algo está destoante. Talvez, se mudássemos os pontos de luz, tudo poderia ficar mais harmônico. Isso porque é preciso fazer a iluminação correta dos ambientes.

Com a escolha adequada da temperatura da cor e do tamanho das lâmpadas, os cômodos podem ganhar uma cara mais adequada à sua funcionalidade.

Quer saber como? Leia este texto e descubra 5 dicas para iluminar a sua casa de maneira apropriada. Confira!

1. Escolha as luminárias do tamanho certo

Muita gente se engana achando que o tamanho da luminária independe do ambiente e acaba se frustrando com um ponto de luz irritante no meio da sala. O correto é um lustre pendente discreto ou um modelo embutido e simples para um cômodo pequeno. Já para espaços maiores, com um pé direito considerável, o ideal são modelos maiores e com formatos chamativos. Isso confere mais charme ao lugar.

2. Evite pontos de reflexão para garantir a iluminação correta dos ambientes

Muitas vezes, quando a gente está em determinado cômodo da casa, sente o reflexo da luz em nossos olhos, provocando uma sensação de incômodo na visão.

Esse é o efeito do ofuscamento e ocorre porque a luz reflete em espelhos que compõem o ambiente, por exemplo. Para evitar esse erro de iluminação, não deixe um ponto de luz intenso perto de objetos refletores.

3. Utilize iluminação indireta para harmonizar a decoração

Geralmente, quando se instala uma iluminação geral no ambiente, ela consegue se espalhar por todo o local. Mas é comum a gente sentir falta de um outro ponto de luz, que harmoniza melhor a decoração do ambiente.

Nesse caso, distribua pontos de luz indireta no ambiente. Utilize alguns abajures sobre as mesas, aparadores e criados-mudos.

4. Adeque a temperatura da cor a cada cômodo

Cada cômodo da casa tem funcionalidades que devem ser aproveitadas pelos seus moradores. Por exemplo, o quarto serve preferencialmente para descansar e, portanto, deve ser mais aconchegante. Mas, se a iluminação estiver inadequada, o efeito pode ser inverso.

Nesse sentido, é preciso definir a temperatura de cor da iluminação de acordo com cada ambiente. Para a sala de estar, televisão e os quartos — lugares onde o se preza pelo relaxamento — é recomendado utilizar lâmpadas de luminosidade amarelada e quente.

Já para os ambientes onde a concentração de pessoas e de atividades são reinantes, o ideal é investir em lâmpadas de luz fria. São exemplos desses locais:

  • a cozinha;
  • o escritório;
  • a lavanderia.

5. Use fitas de Led na iluminação de ambientes

Quer dar um destaque especial a prateleiras ou estantes? A fitas de led são ideias para isso. Elas são instaladas na parte interna do móvel, trazendo uma iluminação homogênea e sofisticada. Uma das vantagens é que essas fitas não ocupam espaço, tal como os spots ou abajures, e deixam o ambiente mais clean.

Além dessas informações, não esqueça também de pensar na iluminação do jardim. Durante o inverno, por exemplo, luminárias posicionadas da maneira correta podem dar uma cara arrojada a esse espaço da sua casa.

Atenção, portanto, a essas dicas na hora de pensar na iluminação correta dos ambientes. E para ficar por dentro de outros assuntos, siga a nossa página no Facebook. Esperamos por você!