Para as pessoas, a reforma ou construção de suas casas é sempre um período muito especial. Afinal, é nessa hora que deixamos o ambiente do jeito que gostamos. No entanto, algumas questões costumam surgir neste processo.

Embora não seja obrigatório, o forro tem sido cada vez mais utilizado nas construções brasileiras. Como parte importante do tratamento de superfície, esse material pode facilitar as instalações elétricas e de iluminação. Pode, ainda, ajudar a melhorar o conforto térmico e acústico, além de, claro, ter a função estética de cobrir fiações, vigas e dutos elétricos.

Ao escolher corretamente o melhor tipo de forro, além de aumentar o design do espaço através de uma cobertura externa com estilo, você também pode alcançar o nível de conforto ideal em cada ambiente. Acompanhe, abaixo, mais detalhes.

O que é forro? 

O forro é um sistema construtivo cuja função prática é promover a redução do volume do ambiente, facilitar o fluxo cruzado, servir de suporte para dispositivos ocultos, bem como promover o isolamento térmico e acústico. Como função estética, completa e cria detalhes arquitetônicos complexos onde o telhado é exposto. O teto pode ser construído com diferentes tipos de materiais de acordo com sua função.

Por isso, não há como errar na hora de escolher a melhor opção entre os tipos de forro: os materiais precisam ajudar a tornar o projeto bonito e prático, além de proporcionar conforto aos moradores.

Leia também: Reforma de casa: saiba quando fazer e como planejar! 

Tipos de Forro

Entender as funções, vantagens e desvantagens de cada modelo de teto pode ser muito útil na hora de escolher a opção perfeita para o seu projeto. Considere, também, variáveis ​​como custo-benefício, facilidade de aplicação e durabilidade para tomar a decisão correta. Confira, abaixo, 05 (cinco) principais tipos de forro:  

      1. Forro PVC:

Avaliando os valores de mercado, pode-se dizer que o forro mais barato é o de PVC. Ressalta-se que o PVC (policloreto de vinila) é um dos polímeros plásticos sintéticos mais produzidos no mundo. Por ser um material leve e fácil de usar, pode ter diversos benefícios quando utilizado na construção civil.

Em termos de decoração, o tipo de forro de PVC é instalado sobre uma estrutura de metal ou madeira e pode ser usado como folheado de áreas internas e externas devido à sua estrutura impermeável. Os tipos de forros de PVC no mercado podem diferir entre os modelos brilhantes (adequados para ambientes internos), frisados ​​(adequados para áreas externas) e especiais (peças revestidas com filmes que simulam outros materiais).

      2. Forro de Gesso

Os diversos tipos de revestimento em gesso são, sem dúvida, a escolha mais procurada pelos profissionais e consumidores finais na área da construção civil, por se tratar de um material versátil e democrático. Além disso, têm uma estrutura fácil de combinar com os mais diversos estilos decorativos.

Na decoração, quando o projeto inclui rebaixamento do teto e utilização de iluminação embutida, costuma-se utilizar o forro tipo gesso, instalando pontos de luz para deixar o ambiente mais charmoso e confortável.

      3. Forro de Madeira

Embora esse tipo de revestimento requeira maior investimento, o tipo de forro em madeira realça a beleza do projeto e traz conforto e aconchego à decoração. Entre os tipos de forros de madeira existentes, o modelo mais conhecido é o Labri, nome das ripas de madeira fixadas lado a lado com pregos e parafusos, que constituem a estrutura do forro do teto.

     4. Forro Modular

Queridinho dos espaços corporativos, o forro modular é formado por uma grelha metálica fechada com diversas placas encaixadas sobre sua superfície. Por ser um revestimento sem rejunte ou cola, permite fácil acesso à parte interna do forro, possibilitando a manutenção de equipamentos eletrônicos e demais estruturas.

Apesar de ser uma estrutura facilmente reconhecível (você com certeza já viu escritórios ou salas de aula essas repartições quadriculadas no teto), sua composição pode ser variada: as placas podem ser feitas de materiais como isopor, PVC, gesso, lã de vidro, metálicos, e por aí vai.

     5. Forro Cimento/Concreto

Enquanto para alguns, o forro de cimento é uma opção descartável pela sua aparência, para outros, a escolha pode representar um ganho em estilo! Grande aliado do estilo de decoração industrial, o forro em concreto não exige pintura ou acabamento, o que torna os custos de instalação mais baixos e acessíveis. Outra vantagem do cimento ou concreto como forro é sua alta resistência à umidade, sendo um material bastante impermeável.

Leia também: DIY: o que é essa tendência e como usá-la na reforma e decoração?

Agora que você já sabe quais os tipos de forro para o teto, certamente conseguirá escolher o melhor para compor o seu ambiente.

Essas foram nossas dicas sobre tipos de forros para a sua casa. Se gostou de nosso artigo, compartilhe em suas redes sociais e mostre para os seus contatos como entender essas diferenças é importante!