Tempo de leitura: 3 minutos

Você sabia que erros na iluminação de ambientes interferem no resultado final da decoração e até mesmo na funcionalidade do espaço? Um canto de leitura mal iluminado ou um espaço para relaxar repleto de luzes brancas são só alguns exemplos de escolhas inadequadas.

Por isso, para acertar no projeto, é muito importante estar atento a alguns detalhes na hora de definir a iluminação dos espaços. Neste post, mostraremos os erros mais comuns que você deve evitar. Confira!

1. Escolher a temperatura de cor inadequada para o ambiente

Existem lâmpadas com 2 tipos de temperatura de cor, cada um com sua função específica. Veja só:

  1. quentes: produzem uma luz de tom mais alaranjado, ideal para ambientes aconchegantes, que convidam para o relaxamento, como sala e quartos;
  2. frias: produzem uma luz de tom mais azulado, perfeita para lugares que precisam de muita iluminação, como a cozinha, o banheiro ou o escritório.

A escolha inadequada da temperatura de cor causa muito desconforto, seja pela falta de luz ou mesmo pelo excesso. Por esse motivo, fique atento!

2. Colocar luminárias pendentes em locais de passagem ou abertos

As luminárias pendentes são um charme, mas nos locais certos! Nunca instale esse tipo de iluminação em ambientes de passagem. Isso pode bloquear o caminho e até mesmo causar acidentes.

Além disso, luminárias pendentes em locais abertos ficam expostas ao vento e podem quebrar. Por isso, evite nesses espaços!

3. Decorar ambientes integrados com luminárias de estilos diferentes

Os ambientes integrados devem ser planejados com a mesma linguagem visual. Por isso, é sempre importante manter o equilíbrio no estilo das luminárias.

Se você tem um belo pendente redondo sobre a mesa de jantar, opte por luminárias embutidas no mesmo formato na cozinha, caso os ambientes sejam integrados.

4. Posicionar mal as fitas de LED na iluminação de ambientes

As fitas de LED servem exatamente para destacar objetos e elementos arquitetônicos. Mas saiba que elas só cumprirão essa função se forem instaladas corretamente.

O ideal é que elas sejam colocadas na parte da frente das prateleiras, dentro de um perfil de alumínio com 45 graus de inclinação.

E lembre-se de comprar sempre fitas de LED de boa qualidade, para que não mudem de cor com o passar do tempo.

5. Não criar uma iluminação secundária

Uma das funções da iluminação também é criar ambientes dentro de um mesmo espaço. Por essa razão, não opte por um sistema único de luz.

Na sala, por exemplo, planeje uma iluminação principal para conversar com amigos e uma secundária para relaxar enquanto assiste à TV, o que também evitará o ofuscamento do aparelho.

Na sala de jantar, a iluminação principal será perfeita para jantares em família. Com uma iluminação secundária, você poderá criar um ambiente romântico para um jantar a dois. Gostou da ideia?

6. Instalar lâmpadas de má qualidade

A lâmpada errada pode causar uma série de complicações, desde gastos excessivos até desconforto por conta da emissão de calor. As lâmpadas halógenas podem ser citadas como um exemplo desses dois problemas.

Prefira sempre as lâmpadas de LED, que têm o melhor custo-benefício. Além de terem vida útil maior, são mais sustentáveis e econômicas. Chegam a gastar 90% menos de energia! E o melhor: iluminam mais.

Outra vantagem é que as lâmpadas de LED não esquentam o ambiente, o que é muito desagradável.

Agora que você já sabe quais são os erros que deve evitar na iluminação de ambientes, que tal compartilhar este post em suas redes sociais? Assim, seus amigos também poderão aproveitar nossas dicas!