Tempo de leitura: 3 minutos

Um bom projeto de iluminação deve ser funcional e valorizar a decoração dos ambientes. E são muitos os detalhes a serem estudados para que a luz atenda às necessidades da casa. Afinal, hoje, existe no mercado uma infinidade de materiais que ajudam nessa tarefa e criam o efeito desejado.

Nesse sentido, a escolha do tipo de luminária que você vai utilizar no teto merece uma atenção especial. São, basicamente, 2 tipos de luminária: a de embutir e a de sobrepor. Cada uma com funcionalidades e características específicas.

Separamos para você as principais vantagens de cada uma delas, além dos ambientes onde melhor se adequam. Confira:

A luminária de embutir

Como o nome já diz, esse tipo de luminária é próprio para ser embutido em forros de gesso, paredes, lambris de madeira etc. Oferece um tipo de iluminação focal, ou seja, funciona como um pequeno holofote direcionado a um ponto específico. Por isso, ela é muito utilizada para destacar objetos de decoração, por exemplo.

As luminárias de embutir existem em diversos tamanhos e formatos. A maioria é feita de alumínio e sua instalação é por meio de presilhas, encaixadas por dentro do forro.

Onde usar a luminária de embutir

Em alguns cômodos da casa, as luminárias de embutir são muito bem-vindas. Veja só:

  • na sala de estar, esse tipo de luminária pode ser embutida no forro de gesso, criando, inclusive, diferentes ambientes e efeitos. Outra ideia é direcionar alguns pontos para quadros ou obras de arte;
  • na sala de jantar, pode ficar interessante uma mistura de luminárias embutidas com um lustre pendente sobre a mesa;
  • na cozinha, as luminárias de embutir estão, geralmente, direcionadas para as áreas de preparo.

A luminária de sobrepor

A maior vantagem desse tipo de luminária é a facilidade para instalar. Ela é parafusada na caixa de luz diretamente na laje, ficando para fora e escondendo totalmente o ponto e a fiação. É importante sempre utilizar os parafusos indicados pelo fabricante, que suportam o peso da luminária.

Além disso, retirá-la também é fácil, o que contribui para sua limpeza e manutenção. Encontrada em diversos tamanhos e cores, oferece uma iluminação mais difusa.

Onde usar a luminária de sobrepor

As luminárias de sobrepor são especialmente indicadas para alguns ambientes:

  • o banheiro é um cômodo que necessita de iluminação abundante. Prefira uma luminária de sobrepor que comporte um número maior de lâmpadas;
  • no quarto, local de relaxamento, uma luminária de sobrepor que ofereça uma iluminação bem difusa pode ser uma boa ideia;
  • escritórios também podem ter esse tipo de iluminação central. Mas cuidado com a posição da luminária para que ela não ofusque a tela do computador.

Existem usos específicos para cada tipo de luminária. Também vale lembrar que salas e quartos ficam melhor com lâmpadas de temperatura de cor mais quente, as alaranjadas. Já cozinha e banheiro pedem uma iluminação mais fria, com lâmpadas que ofereçam uma luz de tonalidade azulada.

E muito importante: prefira sempre as lâmpadas de LED. Além de serem mais econômicas e eficientes, duram muito mais dos que as lâmpadas tradicionais.

Agora que você sabe qual tipo de luminária utilizar em cada situação, que tal aprender a escolher a iluminação ideal para cada ambiente da casa?