Tempo de leitura: 4 minutos

Afinal, a lâmpada de LED queima? Essa é uma dúvida que muitas pessoas têm quando procuram por nossa loja, pois há um mito de que ela nunca deixa de funcionar. A resposta para essa questão pode ser muito complexa, pois realmente a lâmpada de LED não costuma queimar com o uso cotidiano.

Em vez disso, seu brilho vai diminuindo progressivamente, até que não ilumine mais. Assim, dificilmente ocorrerá uma interrupção abrupta em seu funcionamento, como no caso das lâmpadas incandescentes.

Há alguns eventos que podem causar a “queima” de um LED, mas eles são restritos a cenários nos quais a lâmpada foi instalada em uma rede de tensão inadequada ou houve o superaquecimento. Para evitar esse tipo de problema, você precisará tomar alguns cuidados na conservação. Quer saber mais sobre o assunto? Então, confira o nosso artigo!

Quanto tempo dura uma lâmpada de LED?

Prever o tempo de funcionamento da lâmpada LED é uma tarefa um pouco complicada, pois tudo depende da forma como você vai usá-la na sua casa ou em seu negócio. Afinal, esse item dura muito mais no caso de alguém que só o utiliza por algumas horas quando chega do trabalho do que em uma loja que necessite de iluminação 24 horas por dia.

Padronização

Para padronizar, os fabricantes geralmente indicam a duração aproximada da vida útil de uma lâmpada em horas de uso. Dentro desse parâmetro estabelecido, o LED de uma boa marca pode ultrapassar a marca de 50 mil horas de funcionamento.

Em termos práticos, o equipamento funciona adequadamente por quatro anos se utilizado 24 horas por dia, nos sete dias da semana. Se o uso for doméstico, com oito horas diárias, pode durar 17 anos.

Quem está acostumado com a lâmpada incandescente ou fluorescente, que realmente queima quando sua vida útil vence, deve entender que as de LED não queimam devido ao uso. Na verdade, quando falamos que a vida útil é de 20 mil horas, estamos dizendo que ela provavelmente terá perdido cerca de 30% da sua capacidade de iluminação após esse prazo.

Alterações com o passar do tempo

Na maioria dos casos, a lâmpada de LED deixa de iluminar com o tempo, como qualquer outra. No entanto, ao contrário da fluorescente, em que esse processo é muito rápido e acontece com cerca de metade da sua vida útil, no LED isso normalmente só ocorre depois das 40 mil horas de uso.

Ou seja: nas residências, as lâmpadas de LED só começam a falhar com cerca de 40 mil horas de utilização. Com isso, não queremos dizer que elas nunca queimam. Tal evento também pode ocorrer por vários outros motivos não relacionados ao tempo de uso, como:

  • excesso de tensão: acontece devido a curtos-circuitos e sobrecargas na rede ou quando a lâmpada é ligada em uma tensão para a qual não foi fabricada (um modelo de 127 V em uma tensão de 220 V, por exemplo);
  • superaquecimento: pode ocorrer quando a rede se sobrecarrega e as lâmpadas são instaladas em equipamentos elétricos inadequados ou próximo a fontes de calor, como fogões e churrasqueiras (nesse caso, é interessante comprar LED com dissipador de calor embutido).

Como conservar uma lâmpada de LED?

O que fazer para manter uma lâmpada de LED em seu melhor estado de funcionamento? Confira algumas dicas a seguir.

Atente à garantia do produto

O cuidado com a conservação começa antes da compra, com a escolha de um bom fornecedor. Caso contrário, mesmo que você tome todas as precauções para manter a durabilidade, um equipamento ruim geralmente se deteriora mais rápido.

As lâmpadas de LED fabricadas por marcas reconhecidas no mercado sempre contam com uma garantia bem ampla para que o cliente possa trocar o produto em caso de defeito. As lâmpadas da Iluminim, por exemplo, têm garantia de 14 meses. Isso significa que você poderá trocá-las caso apresentem defeitos até depois de um ano.

Veja se a lâmpada tem o selo do Inmetro

Outra forma de garantir a duração da lâmpada de LED por muito tempo é verificar sua certificação pelo Inmetro. Desde 2017, esse órgão governamental tem emitido um selo para certificar os produtos de qualidade. Caso compre um item com esse selo, você terá a certeza de que ele passou por vários testes de segurança e qualidade.

Armazene-a adequadamente

A lâmpada de LED é constituída por materiais elétricos delicados, os quais podem se deteriorar com facilidade em condições inadequadas. Geralmente, a principal precaução é manter o produto longe da umidade — capaz de precipitar a oxidação de seus componentes.

Portanto, evite deixá-las abaixo da pia, em armários sujeitos a infiltração ou locais expostos à chuva. Além disso, é muito importante mantê-las longe de fontes de aquecimento, como fogões, pois o excesso de calor pode gerar o superaquecimento dos materiais.

Tenha cuidado durante a instalação

O principal cuidado necessário ao momento da instalação é se certificar de que o modelo seja compatível com a tensão da rede. Atualmente, há LEDs 127 V, 220 V e bivolts (que são os mais comuns). Se você instalar uma lâmpada 127 V em uma rede 220 V, ela vai queimar rapidamente.

Ao colocar um de 220 V em uma rede 127, por outro lado, o item vai iluminar muito pouco. Além disso, verifique se a rosca da lâmpada é compatível com a da luminária, pois ela pode acabar caindo se o encaixe ficar frouxo.

Caso opte por configurações de LED mais complexas, como as fitas e instalações tubulares, deixe o trabalho de instalá-las nas mãos de profissionais. Afinal, eles saberão dimensionar as necessidades da rede de iluminação adequadamente, pois pode ser preciso também contar com fontes chaveadas ou retificadores e controladores de tensão.

Portanto, podemos dizer que a lâmpada de LED queima, mas apenas em casos muito específicos. No cotidiano da sua casa ou do seu comércio, provavelmente você não verá tal situação ocorrer.

Mas isso não significa que o LED dura para sempre. Como vimos, sua capacidade de iluminação vai diminuindo com o tempo e uma troca pode ser necessária. O prazo, porém, é longo e ele pode funcionar por vários anos em sua capacidade total.

Gostou deste artigo e quer acessar as melhores dicas de iluminação para seus ambientes? Então, não deixe de nos seguir nas redes sociais! Estamos no FacebookInstagramYouTubePinterest e Twitter.