Tempo de leitura: 5 minutos

A escolha da iluminação para quarto de bebê é um momento muito importante durante a montagem da decoração desse cômodo. Ela será responsável por dar destaque a determinados objetos, criar uma atmosfera própria de conforto e carinho, além de proporcionar benefícios para a saúde e o bem-estar da criança.

Portanto, ela deve ser muito bem planejada, preferencialmente com a ajuda de profissionais especializados. Além disso, os equipamentos e acessórios utilizados deverão ter uma excelente qualidade, unindo durabilidade, beleza e segurança. Quer saber mais? Acompanhe!

Qual a importância da iluminação para esse tipo de projeto?

Os projetos de iluminação de um ambiente não só são uma preocupação estética. Envolvem também o cuidado com a criança, tendo as funções que apresentaremos a seguir.

Prevenção de acidentes

Nos primeiros anos de vida de uma criança, ela está sujeita a vários riscos de acidentes, os quais podem ter um impacto significativo sobre seu desenvolvimento. Espacialmente, antes de 12 meses de idade, é preciso tomar bastante cuidado com objetos pequenos. Afinal, os bebês experimentam o mundo pela boca e, por isso, levam a ela tudo que encontram. Caso eles os aspirem, podem sofrer com asfixia.

Além disso, um ambiente escuro facilita as quedas das pessoas, que poderão deixar o bebê cair durante a amamentação ou o colo. Com uma boa iluminação, os pais poderão observar todos os detalhes do quarto, a fim de guardar os objetos e prevenir os acidentes.

Valorização da decoração

As luzes são essenciais para a criação de um clima ambiental próprio, pois envolve um dos nossos sentidos mais aguçados. Assim, nos seus projetos, você pode utilizar a iluminação para brincar com as sensações dos visitantes.

Por exemplo, uma luz mais baixa, quente e difusa ajuda a transmitir conforto e aconchego, ao passo que uma maior intensidade e cores mais frias passam a mensagem de limpeza e organização.

Então, para destacar os objetos da decoração e criar uma atmosfera interessante, você deverá conhecer algumas dicas importantes. Com isso, você saberá o que é adequado ou não para o bebê. Não deixe de acompanhar o próximo tópico.

Como fazer a iluminação para o quarto de bebê?

Priorizar a iluminação indireta

O excesso de luz não é um estímulo muito prazeroso para o bebê e pode incomodá-lo bastante se houver uma intensidade muito grande. Ademais, algumas lâmpadas também irradiam bastante calor, o que pode atrapalhar o conforto térmico.

Por ter um corpo ainda imaturo, os bebês não conseguem se adaptar bem aos fatores ambientais. Assim, uma pequena variação de luz ou de temperatura pode acabar desencadeando respostas muito desconfortáveis.

Nesse sentido, a iluminação indireta — aquela em que a lâmpada e os feixes de luz não ficam direcionados para o berço — pode ser uma opção muito interessante. Ela pode ser feita de várias formas e, a seguir, vamos dar algumas sugestões:

Iluminar os objetos decorativos

Em vez de utilizar lâmpadas no teto, inseri-las nos nichos dos acessórios do quarto. Desse modo, além de dar um destaque para eles, há uma reforço na iluminação sem prejudicar o bebê.

Utilizar arandelas

As arandelas são luminárias que são instaladas nas paredes laterais, em vez do teto. Consequentemente, os raios de luz são desviados dos olhos da criança. Eles são difundidos, principalmente, para a parede oposta. Isso reduz a intensidade no berço.

Utilizar molduras de gesso ou o rebaixamento do teto

Dessa forma, é possível criar um projeto de iluminação com spots de luz nas laterais, contornando as paredes. Com lâmpadas menores e difusas, pode-se evitar o excesso de exposição luminosa.

Com a iluminação indireta, você pode oferecer muito mais saúde e bem-estar ao seu filho, ao mesmo tempo em que mantém a segurança.

Utilizar a luz branca quente

As lâmpadas brancas não são todas iguais, elas contam com várias tonalidades diferentes. Isso se refere à faixa de raios de luz que elas emitem mais em comparação com a luz solar. Por exemplo, o branco frio contém uma maior quantidade de raios azuis, enquanto o branco quente, de ondas vermelhas e amarelas. Isso tem um impacto importante na sua funcionalidade.

A luz natural está muito próxima dos brancos mais quentes. Então, nossos olhos estão melhor adaptados a ela nos primeiros anos de vida. Ela pode ser considerada, portanto, mais fisiológica e não desequilibra nosso ciclo de sono e outras funções hormonais.

Na hora de escolher seu LED, não deixe de verificar esse aspecto e dê preferência para o branco quente. Ele é tão potente quanto os outros tons, mas tem menos densidade de azul — uma faixa de luz muito estimulante que pode gerar agitação e insônia, caso o bebê fique constantemente exposto a ela.

Apostar em fitas de LED

As fitas de LED são um tipo de acessório de iluminação muito interessante. Em vez de utilizar lâmpadas com uma potência maior e com um foco muito pequeno, as fitas são pequenos LEDs pareados um ao lado do outro (como se fosse um pisca-pisca), com uma intensidade de luz menor.

No entanto, isso não prejudica a iluminação, pois a soma de todas proporciona tudo o que o ambiente precisa. A grande vantagem é que ela torna possível uma iluminação mais difusa e suave, enquanto grande parte das lâmpadas maiores acabam jogando muito o foco para determinada direção.

Caprichar nos acessórios de iluminação

Agora, não podemos deixar de falar dos aspectos estéticos. Afinal, é o sonho dos pais montar um quarto bastante bonito para os filhos. São meses de preparação desse cômodo e, por isso, não se pode deixar de levar em conta a iluminação.

Então, é sempre importante planejar os acessórios, como as luminárias e abajures. Eles devem se integrar perfeitamente ao projeto decorativo e ao mobiliário. Caso contrário, você pode ter acessórios que destoam completamente da temática do quarto.

Os lustres e os pendentes devem ser posicionados com bastante cuidado, pois podem ficar muito próximos à criança. Além de gerar um risco de queimaduras pela irradiação excessiva da luz, elas prejudicam o ciclo de sono.

Felizmente, no mercado, há uma ampla variedade de acessórios específicos para a decoração de quartos de bebê. Há opções estampadas com figuras de personagens, bichinhos, planetas etc. Assim, você pode combiná-las com as cortinas, o papel de parede e a roupa de cama.

Você deve ter percebido que a iluminação para quartos de bebê tem muitas particularidades, não é mesmo? Afinal, ela é responsável pela beleza, funcionalidade e segurança do ambiente. Por isso, é imprescindível escolher os melhores acessórios. Nesse sentido, a iluminação de LED se destaca, pois, além de consumir menos energia, oferece vantagens adicionais, como aquecimento reduzido, vários tons de branco e muita versatilidade.

Quer saber mais sobre como escolher equipamentos de iluminação de excelência? Então, aprenda a identificar a certificação de lâmpadas LED!