Tempo de leitura: 3 minutos

Quando pensamos em iluminação para condomínios, levamos em consideração dois fatores principais: segurança e economia. Afinal, é isso que todo mundo quer, não é mesmo?

O condomínio precisa ter lâmpadas em todas as suas áreas comuns, como garagem, salão de festas, portaria, jardim e, claro, corredores. Portanto, gera muito gasto! Além disso, é preciso ter luzes de emergência, fundamental para a segurança dos moradores no caso de uma queda de energia.

Assim, não é fácil definir o que usar em cada espaço de uma área tão grande. Por isso, fizemos esse miniguia. Continue a leitura e acerte na iluminação do seu condomínio!

Ambientes externos

Quando se fala em iluminação externa para condomínio, é preciso pensar na segurança dos moradores. Mas as luzes também podem — e devem — ser decorativas em alguns pontos, embelezando a fachada do prédio, o jardim, o caminho até a porta de entrada etc.

No portão de entrada e nas garagens, a luz deve ser forte e com boa distribuição, para evitar áreas escuras. Refletores de LED com sensor de presença são uma boa ideia para esses locais, pois podem ser direcionados para onde for necessário e são mais econômicos, já que seu acionamento acontece apenas quando alguém se aproxima.

A mesma medida deve ser tomada em outras áreas com fluxo intenso de pessoas, como playground e corredores laterais da parte externa do prédio.

Na piscina e no jardim, cabe usar refletores e espetos de LED para criar um cenário aconchegante. Faça um jogo de luz e sombra para deixar o espaço mais bonito. Balizadores de LED na piscina completam o cenário e são resistentes à água.

Quadras de esportes precisam de luzes especiais, de preferência brancas, que ajudam a ativar o corpo e que não causam o ofuscamento da vista.

Ambientes internos

A iluminação dentro de condomínio é imprescindível. Hall e corredores pedem por uma luz confortável e funcional. Nesse caso, ela direciona o caminho das pessoas, indicando por onde é seguro seguir. Assim, devem ser uniformes e claras, pois uma iluminação malfeita pode causar acidentes.

A decoração é outro fator importante. Dê atenção a quadros, vasos de plantas e outros objetos decorativos nesses locais, com uma luz especial em lustres e pendentes.

Não se esqueça da economia e da sustentabilidade. Prefira lâmpadas LED para condomínios, que têm mais vida útil e consomem menos energia. Além disso, instale sensores de presença nos corredores e escadas, que serão acionados apenas quando houver movimento. Isso evita o desperdício.

O salão de festas e de jogos são espaços onde as luzes podem ser mais decorativas. Nesses ambientes, valorize também o conforto causado pelas luzes. 

Não esqueça de iluminar a churrasqueira e a bancada, essencial para preparação dos alimentos e organização do serviço de copa. Use fitas de LED. As luzes do espaço kids devem estimular a brincadeira e, as da academia, o exercício, sem causar estresse.

Iluminação de emergência

Luzes de emergência são fundamentais em um condomínio. Ninguém está livre de ficar parado na escada ou no estacionamento quando há queda de energia.

Existe até uma norma técnica da ABNT, a NBR 10898/2013, que determina que tipo de iluminação de emergência deve ser instalado em cada ambiente. Estas devem ser instaladas em lugares estratégicos para permitir uma evacuação segura, em caso de incêndio ou outra situação extrema.

Após a instalação, o sistema deve passar por uma vistoria do Corpo de Bombeiros. Pode funcionar com blocos autônomos, acionados por um banco de baterias ou centralizado, no qual a central percebe a falta de energia e alimenta as luzes de emergência. Os tipos de lâmpada mais usados no sistema são as de LED, fluorescentes ou dicroicas.

Como é possível perceber, em todos os casos o LED é a melhor opção quando se fala em iluminação para condomínios. Isso porque, como dissemos, é mais econômica e durável. Além disso, não queima pelo acionamento frequente dos sensores de presença e seu descarte é simples.

Se você gostou dessas dicas e quer saber mais sobre iluminação, acompanhe-nos nas redes sociais!