Tempo de leitura: 5 minutos

Para atrair novos clientes para o seu negócio, é preciso prezar pela qualidade do seu produto e oferecer boas condições de pagamento para o consumidor. No entanto, outro elemento que pode fazer muita diferença nas vendas é investir em uma boa ambiência e, para isso, a iluminação comercial é fundamental.

Além dos aspectos funcionais, um projeto de iluminação comercial é capaz de impactar diretamente o consumidor. Uma boa iluminação não só destaca seu estabelecimento dos demais, como, aliada a outros elementos decorativos, é capaz de reforçar a personalidade do seu negócio, transmitir emoções para os clientes e chamar sua atenção para determinados produtos, estimulando a compra.

Quer saber como acertar no seu projeto de iluminação comercial? Conheça nossas dicas e diferencie seu negócio no mercado. Boa leitura!

Por que investir em um projeto de iluminação?

Para aumentar a visibilidade do seu ponto comercial é preciso investir não apenas em um bom projeto de arquitetura, mas também associá-lo a um projeto de iluminação, para que juntos desenvolvam um layout funcional e atraente para o seu negócio.

A luz é uma ferramenta poderosa, capaz de valorizar qualquer ambiente. Por isso, contratar um profissional especializado em luminotécnica — estudo da aplicação de iluminação artificial em espaços interiores e exteriores — permite não só a otimização da iluminação no espaço, como também a elaboração de um projeto específico para suas demandas, que considere a identidade da marca, o conceito, público-alvo, o tipo de produto etc.

Para criar uma boa ambiência, é importante que a iluminação comercial invista em contrastes (efeitos de claro e escuro). A luz também transmite emoções e, se combinada de maneira correta, é capaz de criar a sensação de aconchego e bem-estar, o que reflete tanto na permanência dos clientes quanto na produtividade dos funcionários.

Além disso, um projeto luminotécnico permite conduzir o consumidor pelo ambiente, chamando sua atenção para produtos específicos e estimulando seu desejo de compra. Também permite transformar a atmosfera do local, fazendo com que o lugar ganhe novas cores apenas com o direcionamento correto das luzes para os elementos expostos na loja.

Como planejar um projeto de iluminação comercial?

Agora que você já sabe as vantagens de um projeto de iluminação comercial, selecionamos algumas dicas para a execução de um projeto eficiente. Confira!

Verifique as características do ambiente

Antes de iniciar o projeto de iluminação comercial, é fundamental uma análise profunda do ambiente. Considere aspectos físicos como:

  • tamanho do local;
  • condições das instalações elétricas;
  • disposição das janelas e de outras estruturas que permitam entrada de luz natural;
  • localização do imóvel.

Como um projeto de iluminação comercial envolve a utilização de diferentes lâmpadas e luminárias, também é preciso considerar as recomendações da norma NBR 5410 para o cálculo dos pontos de luz.

Considere o estilo do local

O projeto de iluminação comercial também precisa considerar o estilo do local. Para isso, é preciso determinar o objetivo do espaço — é uma loja de roupas, um restaurante, uma farmácia, um supermercado? — e também a atmosfera que você deseja criar: descontração, sofisticação, modernidade, popularidade etc.

Com esses dois aspectos definidos, é possível saber o que e como iluminar de forma funcional e decorativa, além de determinar quais lâmpadas e luminárias são mais apropriadas para o seu espaço, considerando aspectos como conforto visual, efeitos de iluminação e características do produto.

Observe a temperatura

Uma iluminação equilibrada torna o ambiente mais aconchegante e estimula a permanência dos clientes. Por isso, um projeto de iluminação comercial deve mixar as duas variações de temperatura, intercalando a cor quente com a cor fria.

A cor quente é ideal para criar uma sensação de conforto. Varia em tons de vermelho, laranja e amarelo e, por fazer o espaço parecer menor, desperta no cliente a sensação de segurança e proteção, o que incentiva sua permanência no espaço.

Já as cores frias (branca) podem ser usadas para a iluminação geral e em estabelecimentos que precisem de um certo grau de atenção dos clientes. Elas favorecem a visualização dos objetos e produtos, valorizando suas cores originais.

Fique atento ao direcionamento da luz

Além de uma iluminação geral funcional, é importante que o estabelecimento comercial também conte com alguns toques de luz.

Confira alguns aspectos que você deve considerar:

  • vitrine: é o primeiro contato do cliente com o seu estabelecimento. É o local ideal para usar luzes coloridas e também criar pontos focais em produtos;
  • produtos: para valorizar um item, use uma iluminação dirigida e focada. Os efeitos de brilho e sombra destacarão seu produto, conferindo um status de exclusividade e maior valor agregado;
  • prateleiras: invista em uma iluminação difusa, ideal para áreas mais amplas, com sombras menos marcadas e suaves. As fitas de LED, além de versáteis e econômicas, conferem uma iluminação suave e agradável.

Use lâmpadas LED

Além de mais eficientes em termos energéticos, as lâmpadas de LED (diodo emissor de luz) têm uma vida útil longa, podendo ultrapassar 50 mil horas de funcionamento, dependendo do uso.

No mercado, já é possível encontrar várias luminárias com essa tecnologia, como arandelas, lustres, abajures, pendentes e fitas. Por ocuparem menos espaço que uma lâmpada tradicional, oferecem um efeito estético diferenciado, valorizando a luz e não a lâmpada.

Outro benefício da tecnologia LED é que ela permite a mudança de cores a partir de um controle remoto. Isso possibilita alcançar diferentes efeitos visuais na loja, garantindo maior dinamismo no layout do estabelecimento.

Que tipo de iluminação combina com cada negócio?

Um bom projeto de iluminação comercial precisa considerar o público do estabelecimento. Ou seja, deve mostrar não apenas como o ambiente deve ser iluminado, mas também os efeitos que precisam ser criados para atrair os clientes certos para o seu negócio.

Para um público com menor poder aquisitivo, invista em uma iluminação mais clara, forte e uniforme, que produza a sensação de agilidade e varejo. Mas se você deseja atrair um público com alto poder de compra, crie uma atmosfera mais sofisticada, adotando cores quentes e composições de luz e sombra.

Outro elemento que deve ser considerado é o tipo de produto. Uma loja de roupas, por exemplo, precisa de uma iluminação que destaque as peças nas araras. Já uma farmácia demanda uma luz mais uniforme, que facilite a leitura. No caso de uma joalheria, as luzes devem ser direcionadas, de modo a destacar e refletir o brilho dos produtos.

Como vimos, um projeto de iluminação comercial é muito importante para as vendas do seu negócio. Além de diferenciar sua marca, cria uma atmosfera adequada para o seu estabelecimento e desperta a atenção dos clientes para determinados produtos.

Gostou deste conteúdo? Então, deixe um comentário no post contando quais elementos não vão ficar de fora do seu projeto de iluminação comercial!