Tempo de leitura: 3 minutos

Você já percebeu a importância da iluminação na sua vida? Pense em como você ilumina a sua casa e que sensações e estímulos isso provoca. Você se cansa facilmente quando está em frente ao computador? E ao assistir TV? Como é ler à noite no seu quarto?

Seu bem-estar depende de uma boa iluminação residencial. Quando ela não é adequada, os olhos ficam cansados, a visão fica distorcida e dá até aquela dorzinha de cabeça. Esses são alguns sinais de que está na hora de rever o projeto luminotécnico.

Aliás, reconhecer a influência da luz sobre a saúde, a produtividade e o conforto é o primeiro passo para definir o melhor projeto luminotécnico para a sua casa. Entre outras coisas, a luz transmite sensações como o humor ou a depressão, estimula o metabolismo e aguça os sentidos.

Neste post, entenda quais são os cuidados necessários na hora de iluminar a sua casa.

Pense na temperatura da cor

A teoria das cores indica que há as frias e as quentes — e o mesmo ocorre com as lâmpadas. Os tons mais amarelados são aqueles que esquentam o ambiente, enquanto que os brancos, esfriam.

Portanto, se o objetivo é deixar o local aconchegante, a luz amarelada é a ideal. Opte por ela em quartos, salas de estar e de televisão, onde o conforto e o descanso são fundamentais. Isso também vai ajudar a estimular o hormônio do sono, fazendo com que você tenha uma noite melhor.

Já em locais de atividade intensa e onde você precisa ter mais atenção, como o escritório, a cozinha, o banheiro e a lavanderia, prefira as luzes brancas. Elas incentivam seu corpo a se manter desperto. As lâmpadas de LED são ideais, pois nunca esquentam.

Evite o ofuscamento

O ofuscamento é um grande inconveniente, que ocorre quando a luz bate em um objeto e reflete nos nossos olhos. A visão fica destorcida e, por vezes, impede que enxerguemos direito, além de causar incômodo.

Por isso, evite luzes próximas a espelhos, telas de TV e de computador, ou outras superfícies reflexivas. Corrija o problema mudando o objeto de lugar ou colocando as lâmpadas e luminárias acima dele.

Deixe o visual harmônico

A harmonia dos ambientes é importante para o bem-estar e pode ser conseguida com a iluminação correta. Para isso, crie vários pontos de luz, dependendo da função de cada espaço, e valorize a decoração.

Para iluminar um cômodo uniformemente, tenha uma luz centralizada e forte. Em alguns pontos, inclua a luz indireta e suave, por meio de abajures e luminárias de canto e de mesa. Complete com luminárias articuladas e arandelas para destacar alguns objetos e móveis mais decorativos.

Fique atento à proporção

Um erro comum na hora de iluminar é não pensar na proporção da luminária em relação ao ambiente. Tome cuidado para não instalar lustres grandes e imponentes em ambientes pequenos e com o pé direito baixo.

Em contrapartida, não seja discreto demais em locais amplos e com pé direito duplo. Saiba dosar o tamanho da luminária com o tamanho do espaço, para que a luz cubra toda a área que você quer iluminar.

Uma última dica é: adquira lâmpadas e luminárias em locais especializados em iluminação. Assim, você tem mais possibilidades de escolha, além de poder contar com uma consultoria nessa hora. Lojas de ferragens, supermercados e lojas de departamento costumam oferecer pouca variedade nessa área.

Esperamos que você tenha entendido a importância da iluminação para o seu bem-estar e que faça as escolhas certas daqui para frente. Lembre-se de que a luz pode ser uma boa aliada na hora do trabalho e do descanso.

Agora que você sabe mais sobre o assunto, compartilhe com a gente nos comentários a sua opinião sobre a influência da iluminação em sua vida!