Tempo de leitura: 3 minutos

Os conceitos de fator de potência e índice de reprodução da cor devem ser compreendidos quando vamos comprar nossas lâmpadas. Se você está construindo ou trocando a iluminação, precisa entender sobre eles.

Sabendo sobre esses conceitos, você poderá planejar uma iluminação mais eficiente, reduzindo seu consumo de energia. Aprenda!

Fator de Potência (FP)

fator de potência é um índice que mede o quanto da energia elétrica gerada está realmente sendo utilizada e o quanto está se perdendo. A Agência Nacional de Energia Elétrica é a instituição brasileira que regula esse índice. Segundo ela, o fator de potência de um sistema deve ser igual ou superior a 0,92, ou seja, a perda de energia precisa ser igual ou inferior a 8%.

Para ajudar a entender o fator de potência, é preciso também conhecer os três conceitos a seguir:

Potência Aparente: é aquela encontrada com medidores convencionais. Corresponde à potencia que a fonte entrega ao equipamento.

Potência Reativa: em qualquer equipamento, uma parte da energia gerada é perdida. Assim, a potência reativa é a quantidade dissipada na conversão da energia elétrica em energia para o funcionamento do equipamento — mecânica, cinética (movimento), luminosidade, etc —. Este valor não é cobrado nas contas de luz de residências e comércios, mas, nas de indústrias sim.

Potência Ativa: logo, a potência ativa é a quantidade real da potência que é utilizada na operação do produto.

Dessa forma, o fator de potência é uma relação entre as potências reativa e ativa, indicando a eficiência do consumo de energia. Ele demonstra se o produto consome energia de forma correta. Logo, quanto mais próximo de 1 for o fator de potência, menos potência reativa ele consome, sendo mais eficiente.

O FP também indica se um circuito é indutivo ou capacitivo. No primeiro caso, significa que a instalação elétrica está consumindo energia reativa. Já no segundo, a instalação está produzindo energia reativa. Isso acontece quando existe um capacitor acoplado ao produto, que serve para gerar a energia reativa que o produto vai consumir.

Fique atento! Geralmente o fornecedor, na embalagem, indica a potência ativa que a lâmpada consome, mas, quando a conta chega, o consumidor paga pela potência aparente, ou seja, por toda a energia fornecida para o funcionamento do produto. A informação fornecida não é enganosa, no entanto, é diferente do valor realmente consumido, já que a potência usada como referência é a ativa.

Índice de reprodução de Cor (IRC)

O Índice de Reprodução de Cor mede o quanto uma fonte artificial pode reproduzir as cores reais de um objeto ou superfície quando comparada à luz natural. Com base nessa medição, foi feita uma escala de 0 a 100. Quanto mais perto de 100 o IRC for, maior a fidelidade de reprodução das cores.

O objetivo é que as fontes artificiais consigam reproduzir, de forma fiel, as cores dos objetos sob a luz do sol. Nesse contexto, as lâmpadas com IRC maior que 80 são consideradas melhores em reprodução de cor, já que o olho humano as reconhece corretamente.

Aplicação dos conceitos

É possível aplicar esses conceitos em nossa realidade de maneira bem simples. Assim, você conseguirá reduzir seu consumo e planejar uma iluminação adequada para os ambientes.

No caso do fator de potência, os produtos com fator baixo apresentam grande perda de energia, que muitas vezes pode ser observada com o superaquecimento do produto. Com isso, a vida útil do mesmo poderá diminuir. Evite isso procurando mercadorias com alto fator de potência e alta eficiência energética.

Já no caso do IRC, observe que apresentar índices iguais não significa que as fontes possuem a mesma reprodução de todas as cores. O IRC é encontrado com uma média de reprodução de cada cor do espectro. Assim, uma lâmpada fluorescente pode ter o mesmo IRC que uma lâmpada de LED, no entanto, o LED possui um espectro de reprodução da cor contínuo, sendo semelhante à luz solar. Enquanto isso, a fluorescente reproduz algumas cores muito melhor do que outras, encontrando o mesmo IRC final do LED.

Esperamos que você tenha aprendido um pouco mais o fator de potência e o índice de reprodução da cor. O que achou do conteúdo? Deixe seu comentário e continue acompanhando nosso blog!

Aproveite e baixe aqui um e-book gratuito com 7 dicas infalíveis de economia de energia!