Tempo de leitura: 5 minutos

Na hora de pensar na iluminação para home office, muitas coisas devem ser levadas em consideração. Esse espaço utilizado para várias funções na vida do usuário: será onde ele receberá clientes, onde terá suas ideias, onde executará suas principais tarefas de trabalho. Então é preciso ter bastante cuidado em cada detalhe.

Tudo deve ser feito para priorizar o conforto e a produtividade. Afinal, ao contrário de escritórios tradicionais, em que há metas e gerentes exigindo o cumprimento delas, será o profissional que ditará seu próprio ritmo. Consequentemente, o ambiente precisa ajudá-lo! Quer saber mais sobre o assunto? Acompanhe!

Quais as melhores dicas de iluminação para home office?

Focar na funcionalidade

Como ressaltamos, o principal objetivo da iluminação em um ambiente de trabalho deve ser melhorar os aspectos produtivos das tarefas que você realiza. Para isso, é importantíssimo pensar na funcionalidade, isto é, sobre como cada elemento da iluminação pode interagir com o seu trabalho.

Por exemplo, se você tem um escritório de arquitetura em casa, provavelmente precisará de bastante iluminação nas suas pranchetas de desenho. Da mesma forma, no caso de um profissional do marketing digital, as luzes também deverão ser bem posicionadas para evitar o reflexo nas telas, o que traz bastante desconforto ao trabalho.

Ou seja, na hora de elaborar um projeto para home office, é essencial contratar um especialista em iluminação para que ele estude seus processos de trabalho e pense nas melhores estratégias para contribuir com suas tarefas.

Pensar na ergonomia

Geralmente, pensamos em ergonomia somente nas relações entre patrão e empregado, como uma obrigação trabalhista. Todavia quem trabalha por conta própria também deve pensar na própria saúde e bem-estar na hora de contratar um projeto de iluminação.

Para isso, o primeiro passo é a escolha de lâmpadas que ofereçam um melhor conforto visual. Nesse sentido, os LEDs se destacam, pois oferecem várias temperaturas de cor, como o branco frio, o branco quente e o branco neutro.

As cores mais quentes são interessantes para quem passa muito tempo em frente às telas, que contêm muitos tons frios. Desse modo, o calor da iluminação do ambiente permite um “descanso”. Por outro lado, quem precisa desenhar ou ler em folhas de papel pode preferir o branco frio, pois ele permite um maior contraste das imagens, evitando um excesso de esforço visual.

Outro ponto importante é a baixa liberação de calor pelas lâmpadas de LED. Os modelos tradicionais podem se aquecer muito e provocar o desconforto térmico no ambiente. Isso prejudica a produtividade e a ergonomia.

Não ignorar a estética

Em muitos casos, você levará seus clientes para o home office a fim de falar sobre os negócios. Logo, o ambiente deve também estar preparado para impactá-lo. Uma boa decoração é importantíssima para a conversão de vendas.

Nesse quesito, a iluminação deve também ser bem planejada para impressioná-lo. Para isso, os acessórios, como luminárias e lustres, são essenciais. Eles devem ser harmonizados com o estilo dos móveis e da arquitetura local.

Outra estratégia é a utilização de molduras de gesso e outros materiais para o rebaixamento do teto ou para a criação de efeitos visuais diferenciados.

Dar preferência para a iluminação natural

O tipo de luz mais agradável para o trabalho é a natural. É para ela que nossos olhos estão completamente adaptados. Por isso, devemos aproveitá-la ao máximo na hora de elaborar um projeto de iluminação. Por essa razão, é interessante pensar em janelas amplas e claraboias para um home office.

Mesmo assim, a luz solar tem suas limitações, pois é uma força da natureza: ela pode fazer sombra em locais indesejados, pode ficar fraca durante vários dias do ano, entre outros problemas. Por isso, você pode criar um projeto de iluminação artificial complementar adaptado especialmente para o dia.

Onde deve ser o foco?

O foco da iluminação, certamente, deve ser na sua estação de trabalho principal. Em um ambiente comum, como uma sala, deve haver uma uniformidade de luz em todos os pontos. Caso contrário, isso pode causar uma estranheza nos visitantes ou moradores.

No escritório, por outro lado, deve-se priorizar a produtividade. Dessa forma, é necessário um foco maior da iluminação nas estações de trabalho. Isso garante a ergonomia e o conforto do usuário do ambiente.

Quais são os elementos mais importantes?

Felizmente, nos últimos anos, a tecnologia da iluminação se desenvolveu bastante — especialmente depois da popularização do LED para todo o tipo de projeto. A seguir, falaremos de alguns acessórios que podem criar um home office diferenciado!

Pendente de LED

Os pendentes são um tipo de lustre em que o bojo de luz fica suspenso em um fio. Isso pode ser feito utilizando os mais diversos tipos de design e de materiais. Por exemplo, é possível criar um estilo retrô no qual o encaixe da lâmpada fica aparente e é revestido com uma tinta metálica. Da mesma forma, pode-se fazer uma decoração moderna e minimalista com uma semi-esfera de alumínio.

Luminárias de LED

Há dois tipos principais de luminária: a fixa e a móvel. A primeira se refere a todo o tipo de acessório de iluminação que é fixado diretamente na parede. Ao contrário de lustres, ele não fica pendente sobre uma estrutura. Em espaços menores, como os escritórios, ele é perfeito para dar uma maior sensação de amplitude.

Quando é instalada em uma parede lateral, recebe um nome específico: arandela. Este é bem interessante para o home office, pois você pode instalá-lo na parede próximo à sua estação de trabalho para melhorar o foco da iluminação.

Também, não podemos deixar de falar das luminárias móveis, que são imprescindíveis em um espaço de trabalho. Elas permitem que você mova um foco de luz por todo o ambiente. Dessa forma, você ganha mais mobilidade para a execução das suas tarefas. 

Fitas LED

As fitas LED são uma série de lâmpadas pequenas pareadas uma ao lado da outra, que podem ser utilizadas para fins decorativos. Elas são especialmente úteis para aqueles profissionais que precisam mostrar inovação e beleza para impressionar os clientes no home office.

Spots de LED

Esse tipo de equipamento pode ser utilizado especialmente nos projetos de iluminação embutida, como gessos e rebaixamentos. Com eles, você pode reforçar determinado ponto do ambiente com uma maior densidade de luz. Em estúdios de fotografia em home office, por exemplo, podem ajudar a melhorar a qualidade das fotos.

Com essas dicas, você certamente terá um projeto de iluminação para home office bem-sucedido. No entanto, não deixe de procurar um parceiro confiável para ajudar em todas as etapas dessa empreitada e para fornecer os melhores equipamentos e peças. Desse modo, você terá uma infraestrutura duradoura que aumentará a sua produtividade e impressionará seus clientes.

Quer continuar recebendo as melhores dicas de decoração corporativa e residencial? Então assine nossa newsletter!