Tempo de leitura: 5 minutos

Em tempos de aumento na conta de luz, pensar na redução do consumo de energia elétrica é uma tarefa muito importante para o orçamento familiar. Cada vez mais, aparece na fatura a aplicação das bandeiras vermelhas e amarelas, que determinam taxas adicionais a serem cobradas de acordo com o consumo. Além disso, economizar energia é um hábito sustentável e consciente para a preservação da natureza.

No Brasil, praticamente toda a energia elétrica que consumimos vem de hidrelétricas, mas a construção delas causa grande impacto ao meio ambiente. Geralmente, é preciso mudar o curso dos rios, destruir florestas e até remanejar populações. Tudo isso causa o fim do habitat de muitos animais e pode provocar a extinção de diversas espécies.

Ao economizar energia elétrica, você contribui para que não seja necessária a construção de novas hidrelétricas e, mais do que reduzir os números da sua conta de luz, será possível proteger a natureza como um todo. Algumas atitudes simples podem ajudá-lo nesse objetivo. Preparamos 9 dicas de como economizar energia elétrica de forma fácil e simples. Confira!

1. Aproveite a luz natural da sua casa

Aproveitar a luz natural é uma ótima forma para economizar energia elétrica. Durante o dia, deixe as janelas e cortinas abertas e utilize as lâmpadas apenas se forem extremamente necessárias. Uma boa ideia é pintar as paredes e o teto de cores claras para refletir melhor a luz que entra pelas janelas e iluminar o ambiente.

Janelas de blindex sem veneziana, cortinas mais finas e claras, divisórias de vidro e ambientes integrados também ajudam a aproveitar melhor a luz natural. Além disso, janelas abertas de dia arejam mais os cômodos, reduzindo a necessidade do ar-condicionado (economia em dobro!).

2. Verifique o relógio de força

O relógio de força é o equipamento responsável por realizar a medição do consumo de energia elétrica da sua casa — quem mora em apartamento também tem um relógio que faz a medição apenas da sua moradia. Quando o aparelho não funciona adequadamente, pode aumentar a sua conta de energia. Verifique, então, se o equipamento está funcionando bem e sem nenhum tipo de defeito na marcação.

Se o relógio estiver com problemas, provavelmente, ele continua rodando mesmo quando não está ocorrendo consumo, e você está pagando mais do que o utilizado. Uma maneira de verificar o funcionamento dele é desligando todos os aparelhos e desconectando os dispositivos das tomadas para verificar. Se perceber o problema, chame a companhia de energia para realizar a troca.

3. Invista em lâmpadas de LED

O tipo de lâmpada que você utiliza na sua casa pode fazer toda a diferença na sua conta de luz. Trocar as lâmpadas atuais pelas de LED é uma excelente solução para economizar, já que elas gastam muito menos energia e proporcionam uma redução de, em média, 80% do consumo.

Além disso, elas têm uma durabilidade maior, o que vai gerar economia também no gasto com esse produto. Você vai perceber como o número de lâmpadas trocadas vai diminuir bastante, compensando o valor investido nelas inicialmente. As lâmpadas de LED são as mais econômicas e, se você não quiser trocar tudo de uma vez, vá realizando a troca conforme for queimando as que estão na sua casa.

Outra vantagem é o fato de elas não esquentarem o ambiente e terem uma ótima iluminação, diminuindo o número de lâmpadas ligadas ao mesmo tempo e a temperatura da casa como um todo. Porém, atenção ao adquirir as lâmpadas. Opte por uma loja de confiança e marcas aprovadas para usufruir de todos os benefícios do LED.

4. Use refletores de LED na área externa

iluminação externa das casas é uma influenciadora do consumo de energia, pois ela costuma ficar ligada por muitas horas durante a noite ou quando os moradores saem. Por ser uma iluminação muito importante para manter a segurança do local, mesmo quando ele está vazio, muitas pessoas não encontram maneiras de economizar nesse ponto.

Uma boa dica aqui é investir nos refletores de LED. Eles vão ajudar a manter o ambiente com uma boa iluminação durante a noite e economizar energia elétrica. Além disso, existem opções de refletores com iluminação colorida, os quais podem ser usados na decoração da área.

Outra ideia é utilizar um sensor de presença em algumas áreas, para que a lâmpada só acenda no caso de alguém passar pelo local. Por fim, invista em fotossensores, que vão garantir que as luzes fiquem acesas apenas durante a noite, apagando ao amanhecer.

5. Ilumine com fitas de LED

As fitas de LED são ótimas opções para quem precisa de ambientes com bastante iluminação e quer economizar energia sem perder em luminosidade. Elas podem ser aplicadas nos mais diferentes locais, como sancas de gesso e painéis, além de serem ótimas para sinalização de determinados lugares, como saídas e batentes.

As fitas são fáceis de instalar, têm baixa emissão de calor e são decorativas. É possível encontrá-las nas cores branco frio, branco neutro, branco quente e coloridas (vermelho, verde e azul). Elas duram bastante e sua potência pode chegar a 15 W.

6. Retire os equipamentos da tomada

Esse não é um hábito comum na casa da maioria das pessoas, mas pode ajudar a economizar energia elétrica. Os aparelhos que têm o modo stand-by podem ser responsáveis por 12% da sua conta, já que consomem, mesmo estando desligados. É o caso daquela pequena luz acesa na televisão ou no computador. Por isso, é sempre bom tirar os aparelhos da tomada. Vale também para carregadores de celular, micro-ondas e o modem de Internet.

7. Evite o horário de pico

Entre 18 horas e 22 horas é o horário de pico do consumo de energia. Isso significa que, nesse período de tempo, existem mais pessoas utilizando energia elétrica e, por isso, as tarifas são mais caras. Para economizar, evite tomar banho ou ligar o ar-condicionado nesse horário. Assim, sua conta de luz pode ter uma considerável redução.

8. Faça manutenção no ar-condicionado

É praticamente impossível viver sem ar-condicionado hoje em dia, no entanto, ele causa um salto na conta de energia no verão. Para economizar, mantenha o aparelho sempre revisado e com a manutenção em dia, pois a poeira e a sujeira podem prejudicar seu funcionamento, fazendo com que ele gaste mais energia.

Outra dica tem relação com a vedação dos ambientes e a localização do aparelho. Não deixe seu ar-condicionado no sol (ainda que você só o utilize à noite) e certifique-se de que o cômodo está bem fechado. Os modelos Inverter de ar-condicionado também são boas soluções, já que garantem uma redução de até 60% no consumo de energia.

9. Otimize o funcionamento dos seus eletrodomésticos

Algumas mudanças na sua rotina também podem favorecer a economia de energia. Abrir menos a geladeira e não dormir com a televisão ligada são algumas modificações. Você pode, ainda, juntar mais roupas para colocar na máquina de lavar de uma vez e escolher ciclos mais rápidos de lavagem em caso de roupas leves.

Organize-se também para passar a ferro apenas as peças mais necessárias e junte todas para ligar o aparelho uma vez só. Comece sempre pelas mais grossas, esfriando o ferro conforme chegar às mais finas. Finalize com o aparelho já desligado, aproveitando o seu último calor. Por fim, mantenha todos os seus eletrodomésticos em boas condições de uso, pois aparelhos em curto ou com algum problema podem gastar mais energia.

Hábitos simples podem fazer uma grande diferença na sua conta de luz. Por isso, é importante estar atento e buscar maneiras e dicas de como economizar energia elétrica. Atitudes de consumo consciente são boas para o planeta e para o seu bolso.

Nossas dicas de economia de energia ajudaram? Então continue aprendendo e veja agora como economizar energia elétrica também no trabalho.

Para saber ainda mais, baixe aqui um e-book gratuito com 7 dicas infalíveis de economia de energia!