Tempo de leitura: 2 minutos

Quando estamos decorando nossa casa, uma das peças que dá o acabamento é o lustre. A escolha, porém, não é uma tarefa fácil, já que atualmente o mercado disponibiliza diversos modelos, cores, materiais e tamanhos, nos deixando muitas vezes sem saber qual peça combina melhor com nosso ambiente, não é mesmo?

Além disso, é importante saber a diferença entre os tipos de lustres para que você não erre na escolha. Afinal, cada luminária produz uma iluminação diferente e conhecer essas distinções ajuda você a saber qual a melhor peça para cada cômodo.

Por isso, para ajudar-lhe nessa tarefa separamos algumas dicas de como escolher lustre. Confira!

O que são lustres

Como já sabemos, lustre é um tipo de luminária fixada no teto disponível em vários modelos. Além de diversas lâmpadas, a peça tem também mais detalhes se compararmos com outras luminárias e dão um toque clássico à decoração.

Outra característica importante é que eles têm uma iluminação difusa, ou seja, a luz se espalha por todo o ambiente. Você pode utilizá-los na sala de jantar, estar, quartos e halls; não instale a peça na cozinha, pois ela acumulará gordura, dificultando sua manutenção.

Tipos de lustre e suas diferenças

Existem lustres em diversos materiais, como vidro, cristal, tecido, fibra e metal, por exemplo. São peças que chamam a atenção, por isso busque o equilíbrio, combinando-as com elementos mais discretos para que a decoração não fique pesada.

Muitas vezes, porém, eles são confundidos com os lustres pendentes, também fixados no teto. A diferença é que esse tipo de luminária tem uma luz mais direta, focada em um ponto. Essas peças são muito utilizadas em bancadas, mesinhas, criados-mudos e mesas, por exemplo.

Como escolher a peça ideal

Um dos primeiros pontos a se analisar é o tamanho do seu cômodo, pois o lustre deve ser visualmente proporcional a ele. Além disso, certifique-se de que a peça garantirá uma iluminação adequada para o ambiente desejado. Para as lâmpadas, opte pelas de LED, pois consomem menos energia, duram mais e não aquecem. Se preferir uma iluminação mais amarelada, escolha as de 3000k ou 3500k.

Se pretende posicionar o lustre sobre a mesa, lembre-se de centralizá-lo. Outra dica importante é: mesas redondas harmonizam-se mais com peças redondas; já as mesas quadradas são mais fáceis de combinar com outros formatos.

Para manter uma iluminação satisfatória e a harmonia adequada, mantenha uma distância de aproximadamente 20 cm da peça ao forro; deixe também um espaçamento de cerca de 70 cm a 1 m quando colocar o lustre sobre a mesa. Deixe também uma distância mínima de 1,20 m da parede (isso serve para qualquer cômodo).

Se está pensando em dar uma repaginada na sala de jantar e estar ou nos quartos, trocar o lustre pode dar aquele toque especial que estava faltando. Independentemente da peça escolhida, lembre-se sempre de adequá-la ao ambiente em que será colocada e à sua decoração. Além disso, não se esqueça que a escolha do tipo e a cor das lâmpadas a serem utilizadas interferem muito na iluminação e na decoração.

O que achou das nossas dicas sobre como escolher lustre? Deixe um comentário no post nos dizendo sua opinião, dúvida ou sugestão!