Tempo de leitura: 5 minutos

A iluminação é importante para realçar a beleza e a função de qualquer ambiente. Mas, na sala de estar, ela assume o papel de decoração e de tornar o lugar mais convidativo e aconchegante, seja para receber os amigos e familiares, seja para relaxar ou simplesmente para assistir televisão.

Em muito lares, essa é a parte mais utilizada da casa em várias situações, motivo pelo qual é comum que se fique muitas horas neste cômodo. Com a luz correta, todas as atividades ficarão muitos melhores. Para fazer isso, confira a seguir 7 dicas que vão deixar a sua iluminação da sala de estar excelente!

1. Ilumine tudo com uma luz geral

Os detalhes, luminárias e lustres são importantes, mas você também precisa ficar atento à luz geral. Ela resulta naquela claridade em praticamente todos os pontos da sala. Existem várias formas de clarear o cômodo todo e o ideal é usar uma lâmpada de luminescência difusa que se espalhe de maneira suave.

A forma mais tradicional é posicionar um ponto central no teto. As luminárias do estilo plafon embutidas são ótimas nesse caso. As plafon de sobrepor servem para lajes de alvenaria e as de embutir, mais discretas, servem para forros de gesso.

Você pode criar o efeito de luminosidade geral com spots, distribuindo-os no teto ou acompanhando o design do gesso. É possível, ainda, usar os spots de embutir duplos no centro do teto, pois eles proporcionam uma boa iluminação, são sutis e exigem menos interferências no forro.

2. Proporcione conforto com a luz indireta

A iluminação indireta é quando o facho de luminosidade não fica direcionado ao ambiente (ou móveis) e sua fonte fica oculta. Por exemplo, luzes dentro das sancas de gesso, em que a claridade reflete no teto e se distribui pelo cômodo. Esse tipo de iluminação fica agradável e refinado, além de trazer amplitude ao espaço, sendo muito útil para salas menores.

Existem, ainda, os rasgos de luz, que são aberturas propositais no gesso, com lâmpadas internas escondidas e que clareiam de dentro dos rasgos para fora. Ele é funcional, sofisticado e moderno. Aposte! Para iluminar tanto dentro das sancas, quanto dos rasgos, você pode utilizar as fitas de LED, que são muito práticas e disponíveis em diversas cores.

Na sala de estar, a claridade indireta funciona muito bem por proporcionar a sensação de aconchego, na hora de relaxar e até para assistir televisão, já que não refletirão na tela. A luz geral do cômodo pode ser toda feita com luminosidade indireta.

3. Decore e encante com lustres

Os lustres são itens desejados por muitas pessoas e a variedade de modelos disponível tornam-os um excelente recurso para iluminação da sala de estar. Uma única ressalva em relação à luminescência: não é possível regular a intensidade de luz dos lustres e, às vezes, eles podem provocar um efeito desagradável quando acesos. Por isso, os lustres são indicados para luzes gerais, sendo melhor, ainda, separar seus interruptores dos demais objetos de iluminação.

A largura e a altura do lustre precisam ser proporcionais ao tamanho do espaço. Existem modelos maiores e indicados para locais com pé direito alto, e outros com altura reduzida e largura maior, para cômodos amplos, mas com baixa altura. O ideal é posicioná-los no centro e buscar modelos que combinem com a decoração como um todo.

4. Utilize spots de trilho

Os spots de trilho são uma tendência na decoração que servem para casas que não têm gesso no teto. Ficam bem em ambientes pequenos, pois, apenas com um trilho, é possível direcionar os spots para cada área que deve ser clareada.

Esse modelo cria um efeito mais direcionado, mas muito interessante e decorativo para destacar algum móvel ou espaço. Na sala de estar, prefira combiná-lo com uma luz indireta para equilibrar. Assim como os rasgos e a sancas, iluminar com trilhos de spots é, também, decorar. Você pode criar conexões em I, L, T e X, conforme a distribuição das lâmpadas nos cômodos.

5. Destaque móveis com fitas de LED

Outro recurso muito utilizado em salas de estar é uma luz direta em algum móvel específico. Na verdade, o que se busca são novos pontos de atenção na decoração. As lâmpadas mais indicadas para fazer este tipo de iluminação são as LED, pois elas não esquentam, evitando prejuízos ao móvel.

Uma boa forma de iluminar os móveis é com a fita de LED. Elas são discretas e fixadas com um autoadesivo, mas proporcionam uma ótima iluminação de destaque. Podem ser colocadas dentro de nichos, em prateleiras e, ainda, em vãos entre o móvel e a parede. Quando usadas desta forma, elas ajudam a destacar a mobília e acrescentam mais elegância.

Pendentes sobre as mesas laterais, ou uma sequência de spots logo acima do rack onde está a televisão, são duas formas de usar este recurso. Também é possível destacar alguma escultura ou obra de arte que você possua. Para isso, as lâmpadas dicroicas são as mais indicadas.

6. Aposte nas luminárias de chão

Ideal para quem busca uma claridade suave e interessante, as luminárias de chão são decorativas e agregam certa descontração ao ambiente. Utilize-as próximo ao sofá ou sobre a mesa de centro, na altura suficiente para que a luminosidade se espalhe sem atrapalhar ou provocar sombras desagradáveis.

No canto da sala, um modelo bonito ao lado do sofá talvez seja o complemento que faltava. Outra forma de usá-las é diretamente sobre algo, como uma poltrona de leitura, por exemplo.

7. Use LED na iluminação da sala de estar

Para além de uma bela iluminação, também é preciso pensar na qualidade do material que será utilizado. Uma boa dica é optar pelas lâmpadas de LED, que proporcionam economia e durabilidade superior aos outros modelos. Além disso, elas estão disponíveis em uma grande variedade de formatos para todas as situações que você desejar. Compre-as em uma loja de confiança e tenha certeza da economia.

Outro ponto é com relação à temperatura e corPara a sala de estar, as mais indicadas são as lâmpadas branco quente, que têm um tom mais amarelado e que agrega ainda mais aconchego ao ambiente. No entanto, nada impede que você faça alguma variação. Neste caso, separe os interruptores, pois você pode acender as luzes brancas frias quando estiver em momentos de convivência e acender as brancas quentes na hora de ver televisão e relaxar.

Com essas dicas, sua sala de estar vai ficar muito mais convidativa e interessante. Na hora de fazer suas escolhas, pense sobre o efeito que deseja criar, observe a disposição dos seus móveis e distribua a iluminação da sala de estar de diferentes formas. Por fim, escolha produtos de qualidade, como o LED, e adquira os produtos em uma loja especializada.

Para conhecer mais sobre iluminação e a tecnologia de LED e deixar a sua casa ainda melhor, curta a nossa página no Facebook.